Gestão Estratégica

O que fazer com o plano que não deu certo?

27 jun 2022 • por Impulso Consultoria • 0 Comentários

É muito importante que as empresas tenham um plano de trabalho e meçam o resultado de suas ações para entenderem se estão no caminho certo (ou não) para atingimento das metas estabelecidas.

Acontece que, muitas vezes, os resultados apurados mostram que não chegamos aonde gostaríamos de ter chegado e que temos um cenário mais desafiador do que o esperado a nossa frente. Nesse momento, é muito comum nos questionarmos sobre o que fazer com o plano que (até então) não deu certo.

Não tem resposta simples para essa pergunta, porque ela envolve uma série de fatores. O plano pode não ter funcionado por muitos motivos, que incluem: (1) questões de mercado, tais como falta de insumos, altas significativas de preços de insumos, escassez de mão de obra, falhas tecnológicas, ou (2) questões internas, tais como falta de organização, falta de acompanhamento do time, processos que não são cumpridos de forma atenta, demora na tomada de decisão, entre outros.

Quando o problema é externo, vale a pena refletir se as atuais condições de mercado inviabilizam o seu planejamento de alguma forma, avaliando de forma muito racional qual o impacto dos fatores externos na operação da sua empresa. Caso entenda que esses fatores tornam o seu plano impossível de ser executado, é hora de sentar-se à mesa com o time e discutir uma alternativa, que pode ser criar um plano B ou mesmo adaptar o plano inicial para lidar com alguma circunstância específica.

Caso o problema seja interno, é hora de listar (1) o que deixou de ser feito e as razões, (2) avaliar o que pode ser melhorado, (3) apresentar os itens anteriores ao seu time e discutir com eles forma de evitar que as falhas identificadas voltem a ocorrer. Quando o problema é interno, o melhor a fazer é identificar as falhas, reforçar o compromisso do time em evoluir (e não cometer os mesmos erros) e correr duas vezes mais rápido para recuperar o tempo perdido.

Por aqui a gente não acredita em jogar o planejamento fora. A gente acredita em ajustar o que precisa ser ajustado, corrigir a rota para contornar os problemas, e seguir em direção ao objetivo.

Como você faz por aí: abandona e começa outro plano ou corrige a rota e segue perseguindo seus objetivos?

*Este texto foi escrito pela equipe da Impulso Consult. Fique à vontade para compartilhá-lo, não se esquecendo de incluir os créditos ao autor.

Comente Aqui
Posts Anterior