fbpx
Impulsionando Negócios

O lado bom do lado ruim

02 dez 2020 • por Impulso Consultoria • 0 Comentários

O ano de 2020 ficará marcado na memória de todos os empreendedores como “o ano da reinvenção”. Não aquela reinvenção voluntária que acontece quando as estratégias adotadas já não geram mais os efeitos desejados, mas aquela necessária para garantir a sobrevivência das empresas.

Contudo, infelizmente, há uma quantidade enorme de empresas que não conseguiram se reinventar, e por isso, fecharam as portas.

E o que é que diferencia as empresas que estão conseguindo das que não conseguiram passar pela crise? A resposta está no planejamento! As empresas que têm o hábito de ter um planejamento estratégico de médio e longo prazos, geralmente costumam destinar um tempo na agenda, periodicamente, para avaliar o contexto em que estão inseridas, considerando os riscos associados ao negócio de forma ampla. E foram essas empresas que, observando o que acontecia na China (importante fornecedor mundial), conseguiram perceber que se algo de muito errado ocorresse por lá, as coisas por aqui também poderiam se complicar.

Essa consciência tornou possível às empresas mensurar um pouco melhor os riscos que estavam correndo, e desta forma, tiveram a oportunidade de avaliar com clareza o que lhes era possível ou não em termos tecnológicos, financeiros e de gestão de pessoas, pensar em soluções para reduzir os riscos durante a pandemia, e também criar alternativas para operar de forma eficiente, econômica e moderna dentro de um ambiente conturbado e cheio de restrições.

E se pensarmos que eficiência, economia e modernidade são requisitos para garantir a competitividade em qualquer estágio da vida das empresas, é inegável que aquelas empresas que estão conseguindo contornar os problemas ocasionados pela crise sairão dela melhor preparados para criar soluções para seus negócios continuamente, aumentando muito a chance de se tornarem empresas mais sólidas e buscarem por posições de destaque em seus mercados.

Então, apesar de toda a tristeza trazida pela crise e pela bagunça causada no mercado como um todo, é possível ver que existe um lado bom neste cenário ruim, e abaixo a listamos aqueles que, em nossa avalição, foram os mais importantes.

Quem planeja sai na frente: na detecção de riscos, na elaboração de soluções e na resolução dos problemas.

A necessidade é a mãe da criatividade: para criar algo novo você não precisa ser criativo, você só precisa ter uma necessidade real.

Afinal de contas, no exato momento em que as empresas perceberam que não seria possível continuar funcionando da forma tradicional, todas foram obrigadas a inovar de alguma maneira, muitas delas migrando de operação 100% presenciais para o mundo digital com enorme sucesso.

As fronteiras foram expandidas: existe um mercado enorme a ser explorado, não se limite!

Se algumas empresas se contentavam em atender apenas os clientes que estavam localizados próximos às suas lojas, restaurantes e escritórios, com a crise elas descobriram novos públicos consumidores e puderam identificar novas oportunidades de expandir suas operações.

Estando todos longe um dos outros, a proximidade nas relações se tornou um capital precioso: existem milhares de produtos à venda e o cliente vai escolher comprar daquele que proporcionar a ele a melhor experiência – e isso só pode ser garantido se as marcas se relacionarem com o cliente.

O aumento do consumo online e o distanciamento físico entre empresas e clientes fez com que as empresas precisassem investir mais em comunicação para se relacionar com seus clientes, elevando assim os seus padrões de qualidade de atendimento.

Novos tempos, novas demandas: estar atendo às necessidades do consumidor e ouvi-los pode ser a melhor coisa que a sua área de Pesquisa e Desenvolvimento pode fazer.

Com a mudança nos hábitos causadas pelo isolamento, as empresas precisaram revisar seus portfólios de produtos e serviços para se adequar ao novo momento, gerando assim um ambiente de criatividade e inovação, que se for mantido, pode ser o motor de crescimento e diferenciação para elas daqui em diante.

Se a sua empresa está passando pela crise, convidamos você a refletir quais foram as ações que você realizou que podem ser mantidas no pós-crise e que ajudarão a sua empresa a crescer e se destacar no seu mercado, bem como verificar quais são as oportunidades que vocês ainda não aproveitaram mas aproveitarão a partir de agora.

Esperamos que a nossa retrospectiva ajude você a encontrar o lado bom do lado ruim, e usá-lo para impulsionar seus negócios!

*Este texto foi escrito pela equipe da Impulso Consult. Fique à vontade para compartilhá-lo, não se esquecendo de incluir os créditos ao autor.

Comente Aqui
Posts Anterior
Próximo Post
Empreender é uma aventura! A cada dia o empreendedor experimenta uma quantidade enorme de riscos e incertezas que, por vezes, faz com que nos sintamos totalmente vulneráveis e tenhamos dúvidas sobre nossa capacidade de seguir em frente 🤔😥

E é exatamente sobre ser vulnerável e seguir em frente a Dica da Impulso de hoje! 🤓📖

Escrito pela Dra. Brené Brown, professora e pesquisadora na Universidade de Houston no Estados Unidos, o livro “A coragem de ser imperfeito” traz lições preciosas sobre como utilizar a vulnerabilidade a nosso favor, e nos ensina que ser vulnerável é, na verdade, um ato de coragem. 

Esperamos que essa leitura te traga mil insights e te ajude a seguir em frente com coragem! 🚀💪🏼
Uma das questões mais encontradas nas pequenas e médias empresas está relacionada com a insegurança do empreendedor na hora de gerir 😰

É muito comum ouvir frases como “nunca fiz isso antes”, “não sei se é assim que faz”, “não tenho experiência com isso”, “não sei se era a melhor forma de fazer”, e por aí vai...

E a verdade é uma só: para ter confiança na gestão você precisa ter um bom plano e processos estruturados, que sejam condizentes com a realidade da sua empresa ✅

Boa gestão é aquela que funciona para a SUA empresa. Então, quando for analisar sua gestão, considere a maturidade do seu negócio, a estrutura, o caixa disponível e seus objetivos, e avalie se a gestão que vem fazendo tem coerência. E, acima de tudo, seja honesto consigo e certifique-se de que você está fazendo o máximo – o seu melhor 🏭💰🎯

Para fazer boa gestão você não precisa do melhor software do mercado, uma equipe numerosa ou qualquer outra coisa. Você precisa apenas ter confiança de que o seu plano e suas ações fazem sentido para a SUA empresa. 

Se você estiver sendo coerente e consistente dentro da SUA realidade, tenha tranquilidade e confie na sua capacidade de cuidar da sua empresa 😌💪🏼

Como diria @cortellaoficial: “faça o teu melhor, na condição que você tem, enquanto você não tem condições melhores, para fazer melhor ainda!”

Agora, conta pra gente nos comentários: você está confiante na gestão que tem feito ou às vezes bate uma certa insegurança? 👇🏼👇🏽👇🏾
❓ Quantas mudanças ocorreram na sua empresa desde o início da pandemia?

❓ Quantas soluções para problemas antigos você encontrou quando não restou outra alternativa a não ser se reinventar?

❓ Quantas ideias foram testadas, algumas aprovadas e outras reprovadas, enquanto você tentava fazer sua empresa seguir em frente apesar da crise?

Se você conseguiu responder positivamente a alguma dessas questões, agora você já sabe que é possível se reinventar – e melhorar – sem precisar depender de fatores externos ✅

A única certeza que temos é que os mercados vão mudar sempre – e rápido. Então, planejar alternativas para sua empresa é algo que precisa ser constante. Precisa estar na sua agenda. Precisa estar na agenda da sua equipe 💬🗓️

Se essa pauta estiver no centro da sua estratégia, sua empresa pode sair na frente. Se não estiver, pode ser que ela seja empurrada rumo à mudança – e aí você vai ter que sair correndo atrás do prejuízo.

Conta para a gente nos comentários: por aí você costuma esperar que algo aconteça para buscar novas oportunidades para o seu negócio ou é do time dos que estão sempre inquietos pensando como fazer mais, melhor e diferente? 🤔
Muitas empresas têm adotado o people analytics como uma ferramenta para conhecer mais sobre suas equipes, tomar decisões mais assertivas e transformar positivamente o ambiente de trabalho 🔎🧑🏼‍🏭🧑🏽‍💻
.
Mas, será que todas elas sabem da importância e sobre como fazer isso de forma ética e transparente? ✅
. 
No texto publicado hoje no Blog da Impulso, falamos sobre o cuidado com as pessoas e como o sucesso do people analytics está intimamente relacionado à essas variáveis. 
.
O link para acessar o Blog está na nossa bio!
Mais do que nunca temos visto inúmeras iniciativas das empresas para motivar suas equipes para que tenham a melhor performance possível ✨🏆🤩

No entanto, será que essas altas doses de motivação, oferecidas através de mensagens de apoio, palavras de impacto, elogios, ambiente descontraído e outros agrados, são suficientes para garantir a performance do time? 🤔

A resposta é NÃO! Não importa quantas frases motivadoras você use com o seu time, o quanto você vibre na hora de se comunicar, nem quantos incentivos bacanas você ofereça para a equipe. O que faz uma equipe ser verdadeiramente motivada é a DIREÇÃO que você dá! ⬅️⬆️⬇️↗️

Para manter o time motivado o líder precisa ser bastante pragmático. Isso significa dar as coordenadas de forma que sua equipe consiga utilizar ideias e ações para solucionar problemas 🧭💡

No final do dia, eficiência se traduz em resultados. E nada é mais motivador do que saber que o trabalho feito gerou impactos positivos 🎯✅

Quer que sua liderança seja efetiva: dê a direção e apoie! Pode usar umas palavras de impacto no meio do caminho, mas garanta que sua equipe saiba por que e para onde está indo!
@impulsoconsult
Fale com a gente!
Saiba como podemos ajudar a impulsionar os resultados da sua empresa