fbpx
Impulsionando Negócios

Gestão de Despesas

25 ago 2020 • por Impulso Consultoria • 0 Comentários

O que considerar para fazer uma gestão eficiente das despesas empresariais

Em nosso artigo, “Para onde vai o dinheiro da sua empresa”, explicamos detalhadamente os conceitos de despesas, custos e investimentos, e nos artigos seguintes, exploramos as diferentes classificações relacionadas aos custos empresariais (confira os artigos aqui e aqui). E para fechar o tema, no artigo de hoje, vamos explorar um pouco mais o conceito de despesas, bem como algumas recomendações sobre como geri-las de forma eficiente.

Despesas são todos os gastos realizados com o intuito de fazer a empresa funcionar e que não estão envolvidos diretamente no processo de fabricação ou prestação de serviços. Usualmente, as despesas são compostas por gastos como: salários de equipes administrativas, materiais de escritório, produtos de limpeza e similares. Ou seja, são importantes para a empresa funcionar, mas não geram benefícios futuros, como os investimentos, e nem são aplicados diretamente na produção dos bens e serviços que serão vendidos, como os custos.

Por serem gastos importantes mas não ligados diretamente ao processo de produção e/ou prestação de serviços, é bastante comum que as empresas as analisem e controlem de forma menos crítica e, portanto, as despesas acabam sendo onde encontramos o maior número de oportunidades de economias e, consequentemente, de incremento do resultado da empresa.

Dentro das contas de despesas, geralmente, encontramos ineficiências relacionadas a:

  • Retrabalhos
  • Desperdícios de Materiais
  • Distorções nos Preços de Compra

As ineficiências relacionadas ao retrabalho estão associadas à existência de processos ineficientes, onde as equipes têm que fazer várias atividades muito similares, ou inserir as mesmas informações em vários sistemas e planilhas, ou mesmo fazer atividades operacionais e repetitivas que não geram valor ao processo ou à empresa. Todas essas anomalias nos processos fazem com que as empresas gastem mais tempo do que o necessário para executar as atividades e, portanto, demandem um maior número de pessoas em sua operação, fazendo assim com que todas as despesas associadas ao funcionário sejam aumentadas, tais como despesas com materiais de escritório, higiene, alimentação, transporte, benefícios, uniformes etc. Para reduzir as despesas associadas ao retrabalho, é recomendado que as empresas façam uma análise profunda e detalhada de seus processos, com o objetivo de entender quais etapas do processo podem ser automatizadas e quais podem ser revisadas para tornarem-se mais ágeis e eficientes. Desta forma, não só a empresa ganha em produtividade, mas também ganha em redução de custos.

Já quando tratamos das despesas relacionadas ao desperdício de materiais, é necessário observar dois aspectos fundamentais:

1. Riscos de Mal Uso dos Produtos e Materiais: ocorre quando as pessoas envolvidas na utilização dos produtos e materiais não estão plenamente cientes sobre como utilizar os recursos disponibilizados pela empresa, aplicando os mesmos de forma e em quantidades equivocadas, usando produtos desnecessariamente, e com isso gerando gastos com despesas que a empresa não precisaria ter.

2. Obsolescência de Produtos e Materiais: ocorre quando a empresa não tem uma política de compra de materiais e controle de estoque rigorosos, e acabam por comprar mais itens do que o necessário para o consumo, gerando o risco dos produtos e materiais vencerem e/ou perderem sua eficácia antes de serem requisitados para o uso.

Já o terceiro ponto de atenção está relacionado com as distorções do preço de compra, que são causadas geralmente pela falta avaliação de fornecedores e de realização de cotações. Como muitas vezes as despesas são compostas por muitos itens de baixo e médio valores, é comum que, especialmente as pequenas empresas, elejam seus fornecedores fiéis e comprem sempre deles, sem realizar cotações para verificar se é possível adquirir tais itens de outros fornecedores por preços mais baixos. De fato, é importante que as empresas mantenham relacionamentos longos com seus fornecedores, mas é recomendado ter sempre em mente que as relações de fornecimento precisam, via de regra, considerar a qualidade do atendimento e o preço, sendo que a combinação de ambos deve contribuir para que a empresa compradora possa desenvolver suas atividades eficientemente, o que não ocorre se a empresa passa a ter despesas desnecessárias decorrentes da aquisição de itens por preços acima do necessário.

Para gerir melhor as despesas da sua empresa, sugerimos que sejam avaliados os aspectos acima mencionados, utilizando para isso critérios quantitativos, ou seja, mensurar utilizando números (valores, quantidades e/ou prazos) para entender se o que a empresa vem realizando é compatível ou não com o plano de negócios da empresa. Desta forma, você garante que as despesas da sua empresa estão sendo utilizadas para gerar resultados para seus negócios, e não atrapalhando a sua trajetória rumo ao sucesso.

*Este texto foi escrito pela equipe da Impulso Consult. Fique à vontade para compartilhá-lo, não se esquecendo de incluir os créditos ao autor.

Comente Aqui
Posts Anterior
Próximo Post
Nossa dica de hoje é especial para todos aqueles que colocam o coração em tudo que fazem! 😍

Se intensidade é o seu segundo nome, você vai AMAR ouvir a entrevista incrível realizada pela equipe do @podcastatitudeempreendedora com Paulo Correa, CEO da C&A 👚👖👗

Gravado no início da pandemia, Paulo fala sobre como o trabalho remoto promoveu um aumento significativo da colaboração entre as pessoas, sobre a humanização das empresas e sobre quais são os fatores decisivos para contratar um profissional para seu time.

Paulo é um daqueles líderes intensos, que coloca o coração nas relações, que ouve atentamente e que sabe que, quanto mais os líderes se conhecem mais são capazes de influenciar e conduzir as pessoas a sua volta.

Se você, assim como nós, está sempre buscando ser um gestor ou gestora melhor, com certeza vai curtir essa dica! 🤩😉
Você já parou para pensar sobre quando é a hora de mudar de ideia sobre algo? 🤔💭

Se você tem uma ideia e vem trabalhando duramente nela, mas não tem conseguido atingir os resultados que deseja ou precisa, talvez seja interessante avaliar se não é hora de abandonar o plano inicial e mudar os rumos ⬆️↗️

É sempre frustrante abandonar um projeto que parecia incrível. A sensação de que está fazendo as coisas erradas ou de não saber como atingir os resultados com certeza causam muito desanimo e frustração 😔

Mas é justamente nessa hora – do desanimo e frustração - que você precisa se lembrar que o caminho do empreendedorismo não é linear e que há inúmeras possibilidades a serem aproveitadas, que você só irá descobrir na hora que tirar o foco do problema e começar a focar em buscar novas soluções 💡

Se você tiver um olhar atento [a gente te ajuda com isso, tá?!] você poderá mudar completamente seu produto/serviço, estratégia comercial, metas financeiras, forma de gerir a equipe, e tudo o mais que achar necessário para ser um sucesso! 🤩

Conta pra gente: tem algum projeto aí que merece ser repensado, reformulado ou abandonado?
É super comum as pessoas acharem que a área financeira é a área mais importante da empresa, porque é a que controla o dinheiro. Mas isso não passa de um enorme MITO! 👎🏾

A área financeira é uma área de suporte, que ajuda a empresa a entender se as estratégias comercial e operacional são financeiramente viáveis e rentáveis, que faz as transações financeiras [pagar e receber] e que controla e analisa os números para garantir que tudo está saindo conforme planejado 🔎📈📊

Não existe, em uma empresa, uma área mais importante que as outras. Todas as áreas são importantes!

É fundamental que todas trabalhem juntas, dando informações e suporte umas às outras, para que todas possam oferecer as melhores soluções para os clientes. Afinal, o sucesso é construído em conjunto! 🤝🏆
Todos os dias surgem milhares de ideias. Algumas incríveis, outras bem simples 💡

Muitas ideias incríveis morrem logo após surgirem. Algumas ideias simples tornam-se um sucesso.

O que faz uma ideia ser um sucesso não tem a ver com ser incrível, inédita ou revolucionária. O que faz uma ideia ser um sucesso é a forma como ela é EXECUTADA 💪🏽⚒️

Depois de ter uma ideia, que é O QUE você quer fazer, você precisa investir tempo em estudar e planejar a forma COMO você vai fazer essa ideia funcionar. E, depois disso, trabalhar duramente [e sem pressa] para executar cada passo do seu plano com excelência.

Parece simples. Mas sabemos que não é! 😥

Para executar um plano com excelência é preciso ser apaixonado pelo problema a ser resolvido, e não pela ideia em si.

Então, preocupe-se mais em EXECUTAR COM EXCELÊNCIA do que em ter ideias mirabolantes. Afinal, como sabiamente disse o Andy, “Ideias são fáceis. Execução é tudo.” 🚀👊🏼
Você já parou para pensar sobre...

❓Quem precisa do serviço/produto que você vende?
❓Por que esse potencial cliente precisa desse produto/serviço?
❓Por que esse potencial cliente precisa comprar de você e não do seu concorrente?

Analisar essas questões permite que você avalie se:
• o tipo de produto/serviço que você oferece é o que o seu público realmente deseja/precisa.
• a qualidade oferecida atinge as necessidades e expectativas.
• o preço é competitivo e reflete o valor do produto/serviço.
• a forma de apresentação é atrativa.
• a forma de se comunicar é eficiente [meios de comunicação, vocabulário utilizado, material de propaganda etc.].

Se você costuma avaliar essas questões, então, com certeza está na liderança! 🥇

Se não costuma avaliar porque não sabe muito bem como fazer isso, clica no link na nossa bio e agenda o seu diagnóstico de gestão gratuito, que nós te ajudamos com essa missão!
@impulsoconsult
Fale com a gente!
Saiba como podemos ajudar a impulsionar os resultados da sua empresa